Beto Lee leva o rock do Brasil para a TV

Músico estreia na TV como apresentador em “Que rock é esse?”, nova série do Multishow

Nesta quinta-feira – e durante as próximas doze semanas – o músico Beto Lee, 30 anos, embarca em uma nova aventura: troca as guitarras e os palcos pelas câmeras, para contar um pouco do que aconteceu no cenário pop rock brasileiro das últimas décadas em “Que rock é esse?”, nova série do canal de TV por assinatura Multishow.

Tendo como ponto de partida os anos 60 e 70, Beto vai mostrar, entre imagens de arquivo e depoimentos inéditos de nomes como Nelson Motta e Lobão, uma retrospectiva de parte da música brasileira (e também de sua vida, afinal, ele é filho de Rita Lee e Roberto de Carvalho).

Em entrevista por e-mail, Beto contou um pouco do que virá por aí neste novo programa, que estreia no dia 4, às 21h45.

Música e Letra: Como surgiu a ideia de contar, em episódios, a história do rock brasileiro?

Beto Lee: A ideia não foi minha. Eu apenas segui o roteiro, bicho. Mas senti que os anos 60 e 70 ficaram espremidos num episódio, e a prioridade foi os anos 80. Gostei muito de ter entrado um pouco mais na história e até fiz umas pesquisas por minha conta. Eu acho que a história da música brasileira renderia pelo menos uns 50 episódios!

Música e Letra: E como pintou o convite para ingressar nessa viagem como apresentador?

Beto Lee: Putz, eu mandei um piloto de um programa que fiz junto com um amigo meu para o Multishow e eles gostaram. Até que eu enganei direitinho! Foi doido porque eu não tive ajuda de teleprompter ou cartolina gigante pra ajudar com os textos. Tive que decorar tudo, bro! Foi foda.

Música e Letra: Você já passou pela experiência de apresentar um programa, ao vivo, na Internet (na AllTV). Pra você, o que muda entre um formato e outro?

Beto Lee: Cara, o programa na internet que fiz foi uma zona total, mas foi divertido pra caramba porque a gente tocava o puteiro ali dentro. Com a série, tive o Rodrigo (Carelli) me dirigindo o tempo todo, corrigindo textos comigo. Outro mundo.

Música e Letra: Nestes 13 episódios, qual foi o critério de escolha dos personagens?

Beto Lee: Eu não meti o bico nisso. Ficou por conta deles escolherem os personagens.

Beto Lee durante a gravação de um dos episódios de "Que rock é esse?"
Beto Lee durante a gravação de um dos episódios de “Que rock é esse?”

Música e Letra: Além dos já anunciados Mutantes, quem mais passará pelo programa? Você opinou na seleção das histórias?

Beto Lee: Espere e verá! Não opinei em nada.

Música e Letra: Em entrevista recente, você declarou que, entre a esquizofrenia e a hiperatividade, surgiu a vontade de lançar três discos, simultaneamente. Em meio à crise que empurra o mercado fonográfico ladeira abaixo, você acha que seria viável? a Internet seria uma alternativa para mostrar essa nova safra de composições?

Beto Lee: Cara, eu não faço parte da turma mainstream. Pretendo sim lançar umas coisas pela internet, porque é uma aliada que todo músico ganhou, independente ou não.

Música e Letra: Além do My Space, você está preparando um site novo. O que deve pintar por lá? e quando?

Beto: Meu site novo fica pronto em breve. Tô preparando coisa nova. Tive filho e dei um tempo, fiquei sussa, mas quero gravar e tocar!

Música e Letra: Pra terminar: se você tivesse que escolher os personagens para contar a história do rock (não só o brasileiro) quais seriam, segundo sua ótica?

Beto Lee: Putz, a lista seria grande!

Clique aqui e visite o hotsite do programa.