Aos 66 anos, morre Luiz Melodia

Em meio a uma dura luta contra um câncer na medula óssea, a voz do Estácio se calou neste 04 de Agosto de 2017. Aos 66 anos, Luiz Melodia parte deste plano deixando, além de saudades, um legado de poesia e canções inesquecíveis. Carioca, filho do compositor Oswaldo Melodia, Luiz Carlos dos Reis nasceu em 07 de janeiro de 1951, e iniciou sua trajetória musical aos 20 anos, em 1971.

Pensar em Luiz Melodia é, automaticamente, cantarolar o seu primeiro hit: Pérola Negra, inicialmente registrado por Gal Costa no show Gal a todo vapor. Ao longo de 46 anos de carreira, o Negro Gato de voz quente trilhou um caminho de sucessos, ora como compositor e cantor de suas canções (Juventude transviada, Estácio Holly Estácio, Ébano, Vale quanto pesa, Fadas, Magrelinha, Estácio Holly Estácio), ora como intérprete, dando novas formas a obras conhecidas (Com muito amor e carinho, Só louco, Valsa Brasileira, A voz do morro, Diz que fui por aí), entre outras.

No entanto, talvez uma de suas releituras mais marcantes seja a que você confere abaixo. Em 1991, Codinome beija-flor, de Cazuza e Frejat, já era um clássico. Mas, na gravação de Melodia, incluída na trilha da novela O dono do mundo, embalou o romance dos personagens de Angelo Antônio e Letícia Sabatella, e marcou uma geração inteira.

Salve, Luiz Melodia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *