Discoteca: ELVIS PRESLEY, “Aloha From Hawaii via Satellite” (RCA, 1973)

 

Elvis Presley (1935-1977) foi um dos responsáveis pelo boom que transformou o rock ‘n’ roll em um dos grandes fenômenos do século XX. Junto com Little Richard, Chuck Berry e Bill Haley, Elvis, no fim da década de 50, foi o estopim da revolução estética-musical-comportamental, em interpretações únicas de Jailhouse Rock, Heartbreak Hotel e Hound Dog, com sua cara de bom moço, voz de veludo e coreografias quase obscenas para aquela época. Resultado: Elvis Presley rapidamente virou o “queridinho” da juventude pós-2ª guerra mundial. Até os que inicialmente torceram o nariz para ele tiveram que dar o braço a torcer. “Rock ‘n’ roll is here to stay”.

Mas, nas décadas seguintes, no mesmo caminho que Elvis ajudou a abrir, vieram outros revolucionários. Entre Beatles, Doors e Stones, Janis e Hendrix, Elvis Presley foi, de certa forma, ficando pra trás. Os jovens que ele pôs pra dançar já estavam crescendo e envelhecendo junto com ele que, no fim da década de 60 e início de 70, cultivava fama, fortuna, família e escândalos, mergulhado no consumo exacerbado de álcool e drogas pesadas. Porém, seguindo o velho ditado que diz que “quem é rei nunca perde a majestade”, Elvis Presley jamais perdeu o título de Rei do Rock, mesmo que seu repertório já não fosse mais focado naquela proposta, e sim na interpretação de baladões. Mas ainda assim arrastava multidões por onde fosse.

E foi em 14 de janeiro de 1973 que estas multidões puderam, graças à tecnologia da época, assistir Elvis Presley, transmitido pela NBC-TV para o mundo inteiro via satélite, diretamente do… Hawaii! O antológico show que Elvis fez naquela noite no Honolulu International Convention Center virou um álbum duplo (foto), onde ele passeia por tudo aquilo que o consagrou. Elvis Presley, Aloha From Hawaii via satellite, lançado no mesmo ano, mais precisamente em 4 de abril de 1973, reúne grandes números, que se tornaram clássicos na voz do “Rei”.

O show é aberto com a grande orquestra tocando a sinfonia Also Sprach Zarathustra, de Richard Strauss, a mesma canção do filme “2001 – Uma odisséia no espaço”, de Stanley Kubrick. Na seqüência, um grande setlist de sucessos, como Burning Love, See See Rider, Suspicious Minds, Fever, e interpretações inusitadas, como Something, de George Harrison, e I Can’t Stop Loving You, de Ray Charles. Elvis também apresenta a gospel You gave me a mountain, o blues Steamroller Blues e as baladas My Way e I’ll Remember You.

O rock não poderia ficar de fora: Johnny B. Goode e Blue Suede Shoes estiveram presentes. O disco fecha com Can’t Help Falling In Love, marca registrada de um Elvis que aparentava ter muito mais que os 38 anos daquele 1973.

Aloha From Hawaii ficou em 1º lugar durante 52 semanas nos EUA. Foi o primeiro LP duplo da história dos EUA a alcançar a marca de 1 milhão de cópias vendidas. As 25 canções de Aloha From Hawaii ganharam formato CD no início da década de 1990. Em 2004 o histórico show foi lançado na íntegra em DVD , numa edição de luxo, tendo como bônus faixas que ficaram de fora do LP e do CD. Em 2013, em comemoração aos 40 anos de lançamento, a Sony reeditou o CD em uma legacy edition mundial (foto, acima), reproduzindo o formato da capa do LP.

Faixas:

Lado 1:
Introduction: Also sprach Zarathrusta
See See Rider
Burning Love
Something
You Gave Me A Mountain
Steamroller Blues

Lado 2:
My Way
Love Me
Johnny B. Goode
It’s Over
Blue Suede Shoes
I’m So Lonesome I Could Cry
I Can’t Stop Loving You
Hound Dog

Lado 3:
What Now My Love
Fever
Welcome To My World
Suspicious Minds
Introductions By Elvis

Lado 4:
I’ll Remember You
Medley: Long Tall Sally / Whole Lotta Shakin’
Goin’ On
American Trilogy
A Big Hunk O’ Love
Can’t Help Falling In Love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *